31.5.16

Depositei tanto em ti que, agora que foste embora, já não há força para aguentar o impossível de aguentar.

Sem comentários:

Enviar um comentário