11.12.14

o melhor do natal, um

Recordo aqui o passado domingo, em que fui a um pinhal ali pertinho das praias, apanhar musgo - para o meu presépio, porque a tradição aqui ainda não mudou  - daquele fresquinho e verdinho e do branquinho, que até parece neve. Nessa mesma tarde, fez-se presépio, com um túnel de onde sai um caminho de areia, onde eu coloquei os meus pastores e os meus carneirinhos ao encontro Daquele que lá vem. E com uns troncos fizemos assim uma rampa que vai ter à cabana onde vai nascer o menino tão aguardado, que só o colocarei no dia vinte e quatro, à meia-noite. A maria, o josé, a vaquinha e o burrito e ainda o anjinho, também já lá estão. Oh, cheirava tão bem, cheirava a natal.

5 comentários:

  1. r. Obrigado :)

    Este teu post faz-me lembrar que no outro dia fui ao pinhal mas para apanhar caruma para acender a lareira....e cortei o dedo graças a um vidro que estava no chão. É só lixo :(

    ResponderEliminar
  2. Cá em casa já se usou musgo no presépio, mas a minha mãe decidiu que fazia demasiado lixo :(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tal como a minha mãe, só que essa ainda não conseguiu e até gosta quando tudo está prontinho! eheh

      Eliminar