9.9.14

saxofone

O teu nome ecoa na minha cabeça como um saxofone. A escala é sempre a mesma, os ritmos os mesmo são. Estou cansada desta melodia. Chega deste teu solo que nunca mais acaba. Agora o maestro serei eu. Agora sou eu que comando esta música e o som do saxofone. Esta música, que será a música da minha vida. É a minha deixa. Coloquei algumas pausas e mudei de pauta.

2 comentários: