11.4.14

voltamos ao mesmo

Mais uma vez, fui demasiado fraca. Deixei-me ir na onda das palavras bonitas, que encantam e enfeitiçam. Guiei-me pela beleza do mar, pela intensidade e a rapidez com que tudo aconteceu. E agora, que a onda se desfez e chegou à areia, percebi que tudo não passou de uma ilusão. Só queria ter sido mais forte que a onda e chegar à terra primeiro. Tinha avistado tudo o que ali me esperava. Agora, o coração dói muito...Estou cansada de dar tudo e não receber nada. Só quero esquecer. Esquecer quem nunca se importou, quem nunca se lembrou. Esquecer esta história de amor - se é que se pode chamar assim - falhada. Raios partam a minha falta de sorte.

3 comentários:

  1. Só tens de encontrar a tua força escondida nos confins do teu coração e lutar contra a maré que teima em te travar da vida. Eu acredito que és forte, és forte forte forte pequenina!

    ResponderEliminar
  2. As desilusões são aprendizagens que ficam tatuadas na pele. Doem, mas saram. E quando sararem, serás um corpo florido de histórias! <3

    ResponderEliminar
  3. As lágrimas lavam os olhos, para que vejamos melhor.

    ResponderEliminar