1.1.14

30.

Não me conformo com o fim de nada. Tudo o que, um dia, me fez feliz, não tem esquecimento possível. Talvez, por isso, agora o medo me isole dentro de uma bolha. Acho que é mais seguro, para que nada me volte a marcar tão irreversivelmente. Eu só espero que a bolha não rebente enquanto não for seguro voltar a sentir. Para o meu próprio bem. Cada acontecimento na hora certa, por favor.

9 comentários:

  1. Fugir aos problemas não resolve nada. Se resolvesse, não havia bolhas para toda a gente. :)

    ResponderEliminar
  2. tudo tem o seu tempo certo. tudo acontece sem aviso prévio.

    ResponderEliminar
  3. oh, sai dessa bolha que te consome o ar respirado...! a vida é feita dessas marcas que não queres ter, mas que são tão bonitas de viver. tudo o que nos marca é bom, seja pelo lado positivo ou negativo das coisas, porque nos marca - e isso é algo que fica connosco para sempre. é a única coisa na vida que toca a eternidade. e mais tarde vais olhar para todas essas marcas e sorrir. que bom que foi passar por elas, que bom que foi aprender com elas. os sábios são os que passam por tudo isso, sabias? oh, não jogues pelo seguro. atira-te de cabeça...!

    ResponderEliminar
  4. Sairás da bolha quando for o tempo. Pode ser muito ou pode ser pouco. Quando tiver de ser. Tens é de chorar tudo o que tiveres de chorar, contar mil vezes a tua história a quem merecer ouvi-la, para que possas fazer o teu luto. Ignorar que estás de luto pela perda de alguém não resolve problema nenhum!

    ResponderEliminar
  5. reparei agora que ainda não te seguia e já remediei esse erro:)

    ResponderEliminar
  6. Tudo tem o seu tempo, tudo a seu tempo... mas nem sempre é no tempo que queremos. Por vezes temos de arriscar :)

    ResponderEliminar
  7. Gostei do teu blog. Sinto-me tal como tu, por vezes nem sabemos bem se devemos estar sós o ir dar uma volta por ai, e ver o que o destino nos trás. E por vezes, não vamos a lado nenhum por medo desse destino.
    Sigo :)

    ResponderEliminar
  8. muito obrigada mesmo :)
    e olha, este teu texto parecia escrito por mim, disseste o que sinto, sem tirar nem pôr

    ResponderEliminar
  9. O que não te mata, torna-te mais forte. Não fujas, não há nada como enfrentar esses teus medos que te fazem fugir.
    Vales mais do que pensas.

    ResponderEliminar