31.8.13

do que foi e não volta, do que fui e já não sou

Acho que me tornei uma pessoa fria. Não é insensível, não. Eu continuo a sentir as mesmas coisas da mesma forma. Mas, no que toca ao amor… Nunca mais senti necessidade de amar alguém do sexo oposto. Nem mesmo de me sentir amada. Só acho que me cansei das promessas em vão, dos amores desamados, da falta de sinceridade que se tornou tão constante.  Eu já nem sei o que me leva a escrever. Escrevia sobre o que amava, hoje escrevo sobre o que não quero amar. Em 19 primaveras descobri e vivi muito daquilo que nunca esperava viver, ver ou sentir.  E pior de tudo, é quando olho para trás e vejo que mais de metade das pessoas que prometeram nunca me abandonar, não estão nem um bocadinho perto de mim. Mas, quem sabe, um dia a gente se encontre por aí. Quem sabe, um dia o meu coração volte a amar, mais do que já amou.

Sem comentários:

Enviar um comentário