21.3.13

quase, quase.

A verdade é que perdi a esperança onde já só morava ilusão. A chave era amor e a porta não voltou a abrir. As janelas estão cerradas e as luzes apagadas, também. E a única coisa que ainda consegue passar, pelas frinchas da porta, é aquilo a que eu chamo de saudade. Oh, essa coisa... é como um parasita. E, infelizmente, é assim. É o meu coração (quase) cicatrizado. 

4 comentários:

  1. Revejo-me neste texto.
    Mas o meu coração ainda não cicatrizou...

    ResponderEliminar
  2. "A chave era amor e a porta não voltou a abrir. As janelas estão cerradas e as luzes apagadas, também." força <3

    ResponderEliminar
  3. Se esse amor te traz a escuridão, é porque algures do outro lado da porta, existirá outro amor que te vai encher os dias de sol e de luz e vai fazer de ti a estrela mais brilhante.

    ResponderEliminar
  4. Não existe nada para lutar princesa, sabes, às vezes estas pessoas nasceram para ficar no nosso coração e não a viver connosco :) mas obrigada <3

    ResponderEliminar