4.11.14

ressentir

Resgataste-me naqueles que foram os dias mais cinzentos. Os teus braços eram o meu lugar preferido, eram o meu melhor abrigo. E estava tão, tão bem. Agora sinto que não pertenço a nenhum lugar. Levaste uma parte de mim e aqui estou eu, meia vazia. Ressentida deste amor, que já não o é, porque já não há forma de o ser.

1 comentário: