11.10.14

avir

Temos de avir o que sentimos. Com isto, quero dizer que preciso - preciso mesmo - que conjugues o teu coração com o meu. O tempo vai passando e tu não estás aqui. Para quando o nosso reencontro?

Sem comentários:

Enviar um comentário