3.6.14

that's it

Eu não aprendo. Vou ser sempre assim, esta miúda insegura em que o passado se reflete em tudo o que é o seu presente. Vou ser sempre assim, esta alma ingénua que acredita que as flores até podem florir no inverno. Só queria não acreditar. Deixar de sonhar. Deixar de ir à lua, enquanto toda a vida é na terra. Vivo de ilusões, de suaves transformações, onde agarro cada palavra como se fosse todo o meu universo. Mas não é. E, no fim, o tempo vai passando e eu dou por mim já sem tempo. Vou ser sempre assim, onde tudo se perde, porque nada se chega a transformar. Porque tudo começa. Tudo acaba. E nada continua.

14 comentários:

  1. Identifiquei-me completamente. Muita força querida.

    ResponderEliminar
  2. Pois, devemos estar numa situação similar. Se precisares de alguma coisa envia e-mail :) Um beijinho.

    ResponderEliminar
  3. "esta miúda insegura em que o passado se reflete em tudo o que é o seu presente" e não somos todas assim? força pequena <3

    ResponderEliminar
  4. Largar o passado é mais de meio caminho andando para se viver um presente.
    Acredito que o momento certo ainda não chegou porque, quando chegar, não haverá passado que te atrapalhe.

    Um beijinho :)

    ResponderEliminar
  5. Como eu te entendo! Muita força, sim?

    ResponderEliminar
  6. estou a ficar mesmo ansiosa para o ver! tenho a certeza q vou adorar :)

    ResponderEliminar
  7. Tens de ter força sim?
    Beijinho*
    www.flordemaracuja.pt

    ResponderEliminar
  8. Percebo-te querida, mas tens de ser forte está bem?

    ResponderEliminar
  9. revi-me nas tuas palavras. não deixes de ser quem és, embora sofras desilusões. ser assim é tão bom.

    ResponderEliminar
  10. "Vivo de ilusões, de suaves transformações, onde agarro cada palavra como se fosse todo o meu universo." No comments.

    ResponderEliminar
  11. Resp: Obrigada! Por enquanto é algo que custa, mas que ainda não está bem dentro da minha cabeça.

    ResponderEliminar
  12. Nem tudo acaba quando acreditamos que há algo maior que a vida. O amor! Eu queria tanto que voltasses a acreditar nele, e eu acredito que vais voltar a tê-lo na tua vida. Acredita porque eu sei que ele existe. Eu sei e sinto-o. E sei que tu também o sentes. Que a vida te faça acreditar. Que nunca mais te faça duvidar minha querida. Um beijo com saudades!***

    ResponderEliminar
  13. muito, muito obrigada princesa <3
    tens tudo no blog da pê: http://dascurtasdoispontos.blogspot.pt/2014/06/da-caixa-das-palavras.html

    ResponderEliminar
  14. não deixes que deixem de acreditar em ti. mas sobretudo não deixes de acreditar nas tuas capacidades. força!!:)

    ResponderEliminar